30.7.15

Minha amiga eterna


Eu estarei do seu lado até o fim,
E mesmo que não haja fim, eu estarei do seu lado,
E estarei do seu lado sempre assim,
Como se o tempo não tivesse passado,
Sempre do seu lado, porque você, pra mim,
Já faz um pouco parte do meu significado,
É o antidoto pra tudo de ruim,
É por quem eu nunca fui abandonado,
Por isso estarei do seu lado. Na ventania.
Na tempestade. Na falta de poesia.
E sempre quando você nem perceber.
Estarei do seu lado até o finalzinho,
E assim nunca mais vou me sentir sozinho,
Porque estarei do seu lado até morrer.

O mar

Tá difícil por aqui? Vai por ali.
Por ali também ta? Volta outro dia.
Adiar não é o mesmo que desistir,
Mas às vezes é a profilaxia da azia.
Então, se tá difícil de seguir
Por onde você achava que daria,
Refaz os traçados até conseguir,
Do mesmo modo que as rimas da poesia:
Tenta uma, tenta outra, tenta a terceira,
Nem sempre a combinação sai de primeira,
Tem horas que a gente quase desiste de tentar,
Mas na poesia, assim como na vida,
O destino acha sempre uma saída,
Como um riacho que acha o mar...

27.7.15

Melhor assim

Antes só que mal acompanhado,
Antes prosa que falta de poesia,
Antes apático que mal humorado,
Antes sem apetite que com disenteria,

Antes em duvida que equivocado,
Antes perder a hora que perder o dia,

Antes sem fome que com o estomago embrulhado,
Antes sem desconto que sem garantia,

Se não puder ser como o desejado,
Que seja o que melhor puder ser arrumado,
E a vida segue do jeito que dá,

Antes sozinho que perdendo o sono,
Antes em sétimo lugar que em nono,
Antes sonhando que sem conseguir sonhar..
.

22.7.15

Eu desejo a você

Uma felicidade como a que eu não tive,
Maior do que a que eu sonho um dia ter,
Melhor do que o melhor lugar em que eu já estive,
Mais firme do que possa parecer,

Uma felicidade alegre, inteira, livre,
Das de fazerem você nunca se esquecer,
Que vá mais longe do que daqui a Tel Aviv,
Que seja mais linda do que ver o sol nascer,

Eu desejo a você essa felicidade,
Pro seu sorriso ser o mais bonito da cidade,
E a sua alegria ser a mais alegre do país,

E que essa felicidade nunca vá embora,
Que não escolha dia e nem escolha hora
Para fazer seu coração feliz.

É isso que desejo a você.

21.7.15

Confissão

Eu penso as coisas com a minha cor,
você pensa as coisas com a cor que você quiser,
Não é preciso ter um vencedor:
bem me quer, mal me quer, bem me quer, mal me quer...

Eu dou a cada coisa que eu penso um valor,
Cada um, pra cada coisa, dá o valor que quer,
Não estou comprando nada, nem sou vendedor,
E ninguém precisa concordar com o que eu disser.

Não levo bandeiras, não quero seguidores,
Não fico toda hora mudando minhas cores,
Nem fico tentando convencer ninguém...

Eu penso as coisas do modo que aprendi.
Como um Neruda, confesso que vivi,
E errando muito, mas tentando bem...

Imaginando

Escreva um verso pra começar,
Rabisque um outro logo em seguida,
Tente depois uma palavra pra rimar,
Mas que não seja nem breve nem comprida,

E já que começou, tente continuar,
A poesia é do mesmo modo que é a vida:
As palavras e os dias tendem a se encaixar,
E de forma geralmente bem resolvida...

Então não para, segue em frente. É assim
Que o poema caminha até seu fim,
E a poesia vai se completando...

Uma palavra, depois outra palavra,
E a poesia que você nem imaginava,
De onde é que vem? E você fica imaginando...

20.7.15

Amigo

Pra mim amigo não precisava de dia,
Nem precisava de data pra lembrar,
Nem de zapzap, nem de facebook, nem de tecnologia,
Nem de curtir, nem de compartilhar nem de postar,

Pra mim, pra onde eu fosse, o amigo ia,
E seguia comigo pra qualquer lugar,
E mesmo nas horas que eu nem percebia,
E mesmo antes de eu precisar...

Pra mim amigo não se adicionava,
Mas se chegava, entrava, gostava, ficava,
E colecionava com a gente histórias pra contar...

Pra mim ainda eu acho desse jeito,
Amigos de se guardar dentro do peito,
Amigos de não saber como explicar...

Sorriso

Ganhei um sorriso. Ganhei e gostei.
Ganhei um sorriso. Ganhei pra brincar.
Na vida, melhor que os sorrisos que eu dei
São sempre os sorrisos que ainda vou dar.

Ganhei um sorriso, Que bom que eu ganhei.
Tem coisa melhor que um sorriso pra ganhar?
Quem sabe se tem me responde. Eu não sei.
Ganhei um sorriso. Agora vou usar.

Usar num sonetinho improvisado.
Sorriso é bom quando é sorriso dado
De bom coração como foi esse ai...

Ganhei um sorriso. Que coisa boa.
Sorrir transforma o dia da pessoa.
Ganhei um sorriso. Agora vou sorrir.

Felicidade

Ganhei de presente a palavra felicidade.
Felicidade. Tudo que eu sempre quis.
Agora que eu ganhei ela é minha de verdade.
Ganhei uma palavra: felicidade. Fiquei feliz.

Tem gente que faz confusão com falsidade,
Tem gente que diz mas não sente quando diz.
Ganhei agorinha mesmo. E nunca é tarde.
Felicidade é mais bonita que Paris.

Ganhei de presente. Mas não vou guardar.
Felicidade foi feita pra se espalhar.
E quanto mais se doa, mais se tem.

Ganhei a palavra felicidade de presente.
Acabei de ganhar e já vou passar a frente.
Felicidade assim não faz mal a ninguém.

19.7.15

A palavra

Ganhei a palavra carinho de presente,
Escrevi um poema pra botar no seu lugar.
Carinho é palavra que mexe com a gente,
Talvez, por isso, tão difícil de encontrar.

Tem tanta caricia por ai pelo caminho,
E tão pouco carinho, que dá pra imaginar
Porque é que tem tanto coração sozinho
Pensando que já não é mais capaz de amar...

Mas eu ganhei a palavra carinho. E que palavra...
Ganhei quando eu já nem acreditava
Que ia ganhar palavra pra poesia...

Mas ganhei carinho. Não preciso de mais nada
Pra escrever essa poesia acarinhada
Que é um outro modo de dizer bom dia...

Um pedido

Me empresta uma palavra que eu te devolvo um poema.
Me empresta um verso que eu te desenho uma rima.
Me empresta uma rima áspera, não tem problema,
A poesia apara, a poesia lima,

Me empresta. Qualquer palavra. Eu crio o tema.
Se não ficar bom, jogo outro tema por cima.
E tudo de improviso. Sem técnica. Sem esquema.
Me empresta uma palavra. Eu crio o clima.

E sabe? Eu não conheço rima pobre.
Pra mim qualquer rima, por ser rima, é nobre.
Pobre é ler só a rima e se esquecer da poesia.

Me empresta uma palavra. Mas não demora.
É que a poesia quer brincar agora.
Quer só uma palavra. O que faltar ela cria.

17.7.15

Meu dia

Eu vou preparar meu dia hoje
Pra espalhar surpresas
Sorrisos
Esperança
Conforto
E coisa boa.
Não vou me desviar de quem chora
Triste
Sozinho
Ou sozinha.
Tristeza não contamina
Como bactéria
Mas cura
Com abraço
Silencio
E força.
Vou preparar meu dia
Para transforma-lo
Em animo
Reparo
Estimulo
motivação.
Deus esteja conosco nesse dia.
Que não nos falte
Poesia
Boa companhia
E se necessário
Algum antiácido para o caso de azia.

Presta atenção nos prazos da vida

Não deixe expirar suas milhas. Mas cuidado:
Não deixe expirar também seu coração.
O dia passa o tempo todo atribulado
E você as vezes nem presta atenção

No sorriso do filho, em responder "obrigado",
Em dividir bom humor, em repartir seu pão,
Na moça bonita que sentou do seu lado,
Na gentiliza de retornar a ligação...

O dia traz pra você mil maravilhas.
Concordo que você não deixe expirar suas milhas
Mas para além das milhas há muitas coisas mais...

Não deixe expirar a esperança dos seus dias...
Não deixe principalmente expirar suas baterias
De vida, de luz, de coragem, de amor e de paz...

A verdadeira cor

Pode pintar sua cara de azulzinho,
De amarelinho, de vermelho, de outra cor,
Pode pintar de abóbora, de vinho,
Pode pintar sua cara da cor que for,

E pintado, pode até ficar mais bonitinho,
E bonitinho, achar que tem mais valor,
Mas se você pensar bem direitinho,
Vai perceber que, sem tirar nem por,

Não faz sentido colorir sua fotografia
Se você não colorir com alegria
Sua energia, sua empolgação...

Não dê tanto valor assim ao colorido
Que vai no seu retrato preferido...
O que importa é a cor do seu coração...

Brasil x Paraguai

Foi uma virose, está explicado,
Que fez o Brasil perder pro Paraguai.
O vírus fez a seleção jogar errado,
Porque com vírus em campo, o gol não sai...

Foi uma virose. Um vírus alucinado...
E se o vírus entra, o time inteiro cai,
É como um jogador jogar dopado:
A bola vem, o jogador não vai...

Foi um vírus. Influenza, certamente,
Que fez o time ficar demente
E achar que o Paraguai era a Alemanha...

Tomara agora que nas eliminatórias
O técnico Dunga pare de inventar estórias...
Quem sabe com uma vacina o Brasil ganha?

Nem sempre a mesma

Poesia não é coisa pra todo dia,
Poesia não é coisa pra toda hora,
As vezes enjoa, às vezes entedia,
As vezes dá sono, às vezes apavora.

Nem sempre agrada a quem você queria,
Nem sempre é imediata, às vezes demora,
As vezes você quer encher, ela esvazia,
As vezes você quer ela sorrir e ela chora...

Porem, se for pra ser ignorada,
É melhor que a poesia não seja revelada:
Se esconder dói menos que a solidão...

Um dia alguém gosta e a poesia volta,
E as rimas que a poesia cria e solta
Podem tornar a fazer bem a um coração...

Aprendizado

E quem disse que eu quero polemizar?
E quem disse que eu quero discutir?
E quem disse que você precisa concordar?
E quem disse que você tem que me ouvir?

E quem disse que eu preciso me explicar?
E quem disse que você precisa me seguir?
E quem disse que é pra você compartilhar?
E quem disse a você que é pra curtir?

E quem disse que o que eu quero é convencer
Quando eu resolvo escrever
As coisas que penso sobre o meu pais?

Quem disse que o que eu quero é ter razão?
Pega a razão pra você. Não quero não.
Tudo que eu quero é aprender a ser feliz.

A natureza

Gentiliza gera gentileza
Cortesia gera cortesia
Delicadeza gera delicadeza
Poesia gera poesia

Do mesmo modo que incerteza gera incerteza
Desarmonia gera desarmonia
Tristeza é causadora de tristeza
E grosseria gera grosseria

A gente colhe o que a gente planta
A vida é assim mesmo, não adianta
Ninguém é feliz semeando malvadeza...

A gente colhe o que a gente espalha.
Essa é uma lei que não falha.
É desse jeito que funciona a natureza.

Tente poesia

Se a vida anda triste e as pessoas frias,
Tente poesias,
Se o mundo anda cheio de pessoas abusadas,
Tente quadras,
Pros dias terríveis,
Use versos livres,
Não desanime,
Rime,
Não agrida,
Preencha de poesia sua vida,
Troque ódios
Por odes,
E dias sem paz
Por haikais,
Encha de métricas
As noticias tétricas,
E faça isso com ritmo,
Vai ser ótimo.
E mesmo aquelas situações mais bravas
Definitivamente não resistem às palavras,
Por isso, transforme dias complicados
Como a soma dos quadrados
Dos catetos
Em sonetos,
Transforme pessoas e pensamentos controversos
Em versos,
E siga,
Faça da poesia sua amiga...
Pros dias que não estão pra brincadeira,
Tente Bandeira,
E se nada sai bom,
Tente Drummond,
Pros dias de grande inconformidade
Mario de Andrade,
Pros dias que são só de pagar mico,
Tente Chico,
Pros dias difíceis,
Vinicius
Tem poemas incríveis.
Experimente
Canetas
Desenhando letras,
Não corra por ai atrás de provas,
Corra por ai atras de trovas.
Cuide de suas dores
Com cantadores,
Troque seus analistas
Por repentistas,
Tome juízo,
Vá de improviso,
Use versos decassilabos
Como alibis,
E saia da confusão.
Adote diversos
Versos
Versos são sempre bons pro coração...

Autenticidade

Quem é
Não precisa parecer:
Basta ser.
Quem é não precisa
Dissimular,
Fingir...
Por esse ponto de vista,
Querer é poder.
Quem é
Já nasce pronto
Pra seguir.

A graça

A graça da vida
Está na forma
Como você vê graça
Na vida.
As coisas tem graça
Quando você vê graça
Nas coisas.
É seu
Não é do que está fora de você
O sentido
Da alegria
Da sua vida.

É assim mesmo

As vezes viver é assim mesmo. Demora.
Mas nada é pra sempre. Nem dor, nem alegria.
Cada coisa parece que tem a sua hora.
Cada hora parece que cabe no seu dia.

As vezes viver é assim. Melhora. Piora.
Piora mais um pouco, depois alivia.
E vai melhorando. E tudo revigora.
Viver é sem previsão. Sem garantia.

Então é assim: desesperar jamais.
Respira fundo. Amanhã tem mais.
Cada dia é único. Nunca é igual.

Há sempre novas possibilidades.
Novas bonanças pras velhas tempestades.
Viver é assim mesmo. Esse é o normal

Bárbaras

Uma é Juncá. Outra Bárbara é Pereira.
Com as duas Barbaras já dei plantão:
Com uma, domingo, com outra terça feira,
E com as duas, cheio de disposição.

Nenhuma das duas é moça faladeira.
O que mais gosto nelas é a discrição.
Bonitas. Mas cada uma à sua maneira.
Delicadinhas, mas cheias de determinação.

Eu sempre confundo a Pereira com a Juncá.
Quando uma me liga e começa a conversar
Eu acho que é com a outra que eu to falando.

Barbara e Barbara. Duas queridas.
Duas Bárbaras. Dois anjos salva-vidas
Que viram soneto de vez em quando.

Malu

Malu. Tão pequenina. Tão gigante.
Malu .Tão frágil e tão forte. Iluminada.
Malu insistente. Malu perseverante.
Malu tão doce. Tão determinada.

Malu que segue seu caminho adiante.
Cada dia um degrau na longa estrada.
O Mundo de Malu. Interessante.
O mundo de Malu. Menina amada.

E entre disfunções respiratórias
Malu caminha desenhando estórias
De luz, de vida, de superação.

Que Deus ilumine, Malu, o seu caminho.
Derramando sobre você o seu carinho,
E tomando conta do seu coração...

A maldade alheia

"Não dê ouvidos à maldade alheia"
Que fala de coisas e não procura saber.
Dizer do que não se conhece é coisa feia.
Não de ouvidos, dê desprezo pra não sofrer.

Não de ouvidos à maldade que semeia
A boca maldosa. Não deixe ela viver.
A maldade ignorada é como um castelo na areia:
Impressiona, mas sempre vai ceder.

Não de ouvidos à maldade fingida
Que se aproxima da sua vida
Somente para roubar sua alegria...

E porque a maldade alheia não sossega,
Não dê ouvidos, e ela não pega,
A maldade, quando não se ouve, se esvazia...