13.6.17

O abraço

Porque se abraçam sem se tocar,
E acabam se tocando com o coração,
A foto para a posteridade recordar,
Parece que estão de combinação...

Porque tão delicado esse abraçar,
E tão gentil essa aproximação:
Miguel que parece quase sonhar,
Vitor Hugo, um primo que parece um irmão,

E a fotografia desse abraço,
O colo que permite aos dois o laço,
A luz que transborda em outra dimensão,

Ah, que fotografia preguiçosa.. .
É sono ou serão dois dedinhos de prosa?
Os que viverem, verão...

10.6.17

A minha mãe

E quando em volta tudo é fome e frio,
E quando tudo parece solidão,
Como um mergulho num grande vazio
Sem esperança de salvação,

E quando é desumano o desafio,
Como uma carta de condenação,
Como o afundamento de um navio,
Como tentar seguir na contramão,

Então é nessa hora que ela cresce,
Inabalável, como uma prece,
Inteira e cheia de decisão,

Minha mãe, meu exemplo de coragem,
A minha companheira de viagem,
A minha fonte de inspiração...

8.6.17

O.anjo protetor

Eu queria ser seu anjo protetor,
Cuidar de você, proteger sua vida,
Nunca contaminar você com a minha dor,
Nunca machucar você com minha ferida,

Tratar você com carinho e com amor,
E sem abandonar você, sem despedida,
Como a gente faz quando a gente dá valor
Quando a pessoa que a gente ama é a mais  querida,

Queria às vezes não errar tanto,
Não que eu desejasse ser uma espécie de santo,
Só queria entregar a você minha alegria,

E oferecendo sempre a minha  mão,
Deixar inteiro pra você meu coração
Renovando essa entrega a cada dia...

7.6.17

O milésimo poema

O milésimo poema, finalmente,
Há mais de 10 anos sendo preparado,
Acabou de sair e ainda está quente,
O milésimo poema... E bem contado...

Mas não tem nada de especial ou diferente
Além do número 1000 gravado ao lado,
Talvez não seja o mais inteligente
E nem o mais bem arrumado...

Mas por ser o milésimo poema,
Ganhou um soneto falando sobre o tema
E agora vai viver feliz da vida,

Que venham mais mil, diz o poeta,
E a poesia, por não ter mapa ou meta,
Segue, silenciosamente agradecida...

Poema para Helloiza

Que chegue no seu tempo
Suave e leve como a suave brisa,
Trazendo o amor de que seu coração tanto precisa
E a paz sonhada pro seu coração,
Que chegue modificando o seu sorriso,
Mostrando como é o amor no paraíso,
Trazendo dias de dedicação,
De uma dedicação que não tem hora,
De uma dedicação que as vezes chora,
Que outras vezes ri,
E que algumas outras se chama superação...
Que venha Hellloiza
Trazendo uma beleza que desestabiliza
O tempo ruim que as vezes faz lá fora,
Como se viesse trazendo encantamento
E o necessário para o enfrentamento
Do mundo torto que nos desafia.
Que venha Helloiza,
Que traga poesia,
Que os dias nunca mais sejam de dor,
E o coração, ainda que cansado,
Não se torne nunca mais alma vazia,
Que venha Helloiza com muito amor,
Nos ensinando novos caminhos,
E descobrindo novos carinhos
De um novo mundo revelador,
E que assim seja
Pela vida afora,
Helloiza
Que venha em boa hora,
Que Deus te cubra com seu manto protetor.

6.6.17

O coração

Por que meu coração insiste em ser
Atordoado, ingênuo, desatento?
Por que é que não faz força pra crescer?
Por que dói tanto por dentro?

Por que não para de anoitecer?
Por que caminha sempre contra o vento?
Por que é tão difícil de entender
Por que essa falta de merecimento?

Por que se perde na própria estrada
Como se estivesse no meio do nada
Seguindo sem rumo pra nenhum lugar?

Por que assim desde que eu me entendo?
Porque parece às vezes quase morrendo?
Por que essa vontade de desabafar r?

1.6.17

Equipe de plantão

Somos movidos pela ocitocina,
Somos movidos pelo coração,
O que nos agita não é a adrenalina,
É o sonho de dar tudo certo no plantão...

O que nos alimenta é a medicina,
Não a do título de graduação,
Mas aquela outra, bem mais genuina,
Olho no olho, carinho, mão na mão,

Somos movidos pela vontade
De formar uma equipe de verdade
Mais do que um conglomerado de profissionais,

Que Deus esteja conosco em nossos dias,
Alimentando nossas vidas com poesias
E a gente possa assim seguir em paz...

Bom dia

Aos meus amigos da Medicina UFRJ 83

Bom dia pessoal da faculdade,
Amigos antigos que ainda são,
Amigos ricos em sua diversidade,
Mas diversidade, adversidade não,

Amigos, um  bom dia desejado de verdade
Como desejei bom dia a meu irmão,
Irmão é um tipo de amigo sem maldade,
Amigo é um tipo de irmão do coração,

Então bom dia com poesia,
Que o dia passe em boa companhia:
Trabalho, família, satisfação...

Bom dia amigos bastante familiares,
Amigos  espalhados por vários lugares
Mas reunidos aqui nesse cordão...

30.5.17

Da boca pra fora...

Todo mundo ama alguém da boca pra fora,
Da boca pra fora todo mundo jura,
Da boca pra fora todo mundo adora,
E quase todo mundo é um poço de ternura,

Da boca pra fora todo mundo namora
Usando palavras cheias de doçura,
E jura amor eterno a toda hora,
Porque da boca pra fora toda jura dura...

Mas é somente após as primeiras tempestades
E as primeiras adversidades,
Quando a dor vai arranhando o pensamento,

É que o amor é testado, e nessa hora,
De nada vale amar da boca pra fora,
Posto que sim, do coração pra dentro...