16.5.09

Os olhos de Erika
(à minha amiga Erika Márcia)

Erika Márcia e seus olhos fatais,
Desconcertantes, avassaladores,
Fontes de luz, córregos de paz,
Uma tsunami, um chamariz de amores...

Os olhos de Erika Márcia... Prá que mais?
Já estão lá neles todos os sabores,
Toda delicadeza e todo gás,
Todos os poemas, todos os louvores...

Olhar para esse olhar desconcertante
É como o gole de um vinho rascante:
Arranha ao mesmo tempo que inebria...

Sou seu fiel seguiidor, olhar de imã
Que atrai, desperta, desconcerta e anima
Meu coração e meu risco de poesia...

4 comentários:

Jacque disse...

Belíssima homenagem!

Abraço

Débora da Vitória de Jesus. disse...

Amado Luis Tavares, o blog "ser jumentinho" foi bloqueado, agora este é o mais novo blog: http://blogandooglobonarealidadeespiritual.blogspot.com/

Débora da Vitória de Jesus. disse...

Amado Luis Tavares, tá tudo desbloqueado.

Débora da Vitória de Jesus. disse...

Como escreve bonito!