13.3.09

Seguindo...
(aos que acompanham este blog)

Descobrindo a rima pobre ainda escondida
No vão da telha, no ralo da calçada,
Na cantoria, no céu de Aparecida,
Na inconstencia da palavra dada,

Recolhendo a rima rica ainda perdida
No olhar sem rumo da moça abandonada,
No fundo do poço, no fim da vida,
No bebe que nasce com a clavicula fraturada,

Seguindo o verso que não foi escrito,
O excomungado, o fétido, o maldito,
O recuperado pelo toque da poesia,

Buscando o significado da palavra
Que o bisavo do meu avo gostava
De ler, às vezes, ao final do dia...

Quem vem comigo?


4 comentários:

Uma das Patetas do Brasil disse...

Descobrindo o pobre da rima...
Recolhendo
Seguindo
Buscando

Tem alguém te seguindo, amado.
Descobrirás recolhendo a rima
OLhe para cima...

Ele diz: Te amo, meu filho! E vou contigo...

olha a palavra: "voren"...( deixo contigo... não me meto nisso... rsrsrs você é o Amante da Palavra. Ele é a Palavra Viva. (Se) entendam por aí...)

Uma das Patetas do Brasil disse...

http://www.youtube.com/watch?v=Snysz4zzHZI&feature=related

Irmão Sol, Irmã Lua disse...

Caro amigo Luís,
Conte comigo!
Irmão pobre que de rima sabe quase nada, mas que aprecia a boa poesia e traz no coração o sincero desejo de ser útil aos “pequeninos”.
Abraço fraterno,
Benjamin.

Uma das Patetas do Brasil disse...

A Palavra de Vida está solta...

palavras de vida beijam..

e os amantes da vida se abraçam contra a morte.

sim... vamos...