11.3.09

Se agum dia...
À minha amiga Carla Brasil

A brisa vai cansar e vai querer parar,
O mar, também cansado, igualmente vai querer
Parar de vir à praia e parar pra descansar,
E mesmo o sol é capaz de não querer nascer...

A poesia vai perder-se e deixar de rimar,
O ritimo e a métrica vão se desentender,
O pássaro cantor vai esquecer de cantar,
O repentista, num improviso, vai se perder...

O soneto vai amanhecer escancarado,
O cisne branco aparecer malhado,
A hora certa vai perder a hora,

"À cores" vai posar de "preto e branco",
A rima rica de verso manco,
Se algum dia voce, minha amiga, for embora...

2 comentários:

Uma das Patetas do Brasil disse...

Lindamente lindo!

Uma das Patetas do Brasil disse...

Se eu fosse a Carla Brasil diria:
Não. Não vou embora...rsrsrs

olha a palavra: tessesse.
Um dia li: As Palavras tecem...