5.12.08

A poesia III

A poesia, palavra enfileirada
Por conta de um arranjo calculado
Gerando um som que geralmente agrada
À medida em que o poema é declamado...

E veja que não é preciso quase nada,
Basta que a gente coloque lado a lado
Muitas palavras de uma maneira arrumada,
Muitas palavras de um modo encadeado,

E é assim que a poesia ganha um aroma
Onde cada palavra é um som que soma
E é essa soma mágica que cria

A poesia, palavra penteada,
A poesia, palavra perfumada,
Prosa vestida de gala, a poesia...

2 comentários:

Quezia disse...

ah luís... que lindo..
até parece tão simples assim neh.. hahahahaha

bjoss =**

Rosângela - discípula aprendendo... disse...

Luis Tavares.
Luz
Tá,
Vá.

Luis...luz...
Tavares
vá...

Luis ...vá
Ta luz.

Luz.
Luz.
Luz.

Sua poesia ilumina...