21.2.16

Meu coração

Meu coração tem um sereno jeito
E a minha alma uma cor inconformada,
De tal maneira que quando me deito
Sinto minha respiração acelerada...

Meu coração mal cabe no meu peito,
E a minha alma anda quase sempre errada,
Um coração assim como um defeito,
Uma alma que às vezes me desagrada...

Meu coração, vocação para andarilho,
Não tive um filho, então ele é o meu filho,
Não tenho ninguém, então ele é tudo que eu tenho...

Meu coração irriquieto e arredio,
As vezes tão sem força e tão vazio,
Mas minha única garantia e meu empenho...

3 comentários:

Felippe Macedo disse...

Contemplação cardíaca.** <3

Anjopoesia Anp disse...

Lindo espaço, belos escritos, parabéns...

Isabela Aroucha disse...

suas poesias são lindas